Como Contratar um Advogado

19.02.21 03:22 PM

Sinta-se a Vontade!

Para alguns contratar um advogado pode ser algo intimidatório. Não deveria ser para ninguém. Somente com empatia é que o advogado conseguirá defender os direitos do seu cliente, portanto os profissionais com mais sucesso são aqueles bem treinados em colocar-se no local de quem fala, o que gera, em geral, uma conversa confortável e amistosa.

 

Você deve relatar a sua questão para o advogado e ele irá lhe informar se tem conhecimento naquele tipo de processo ou não. É natural que o escritório de advocacia trabalhe com diversos tipos de ação, mas é incomum que trabalhem com tudo. Assim, alguns advogados e escritórios terão a capacidade de cuidar da sua ação trabalhista, da sua indenizatória, da sua separação, etc. Outros escritórios, no entanto, somente são bons em áreas específicas, pois isto é da natura daquele profissional a paixão por determinada área. Se o escritório não lhe passar a segurança adequada, é melhor procurar outro.


O advogado será remunerado pelo serviço. Em geral, existe um primeiro contato ou os primeiros contratos que não são pagos. Não são pagos, pois nenhum serviço foi prestado, você apenas passará a sua informação e o advogado irá ouvir para saber se tem condições de lhe ajudar ou não. Algumas vezes não é possível saber logo na primeira conversa. Qualquer advogado, como qualquer prestador de serviço, somente poderá cobrar se existir um contrato. Nenhum advogado ou prestador de serviço de qualquer natureza sério irá só depois iniciar a conversa, dizer que se trata de serviço pago. Qualquer serviço pago tem que ser informado de maneira clara, objetiva, direta, com antecedência, de forma que o cliente tenha a real possibilidade de pensar e desistir daquela consulta ou daquele serviço. O Advogado age desta maneira, pois é o porto seguro do seu cliente, em termos de segurança jurídica. 


Algumas vezes esta remuneração vem da contraparte (ver este post sobre honorários de sucumbência), outras vezes é recebida apenas com o sucesso da demanda e outras vezes é cobrado do cliente (ver este post sobre contrato de honorários), mesmo antes de qualquer benefício. Alguns advogados irão receber esta prestação através do Estado, quando estão conveniados com a assistência judiciária.  É importante ter em mente que é assistência judicial gratuita é um direito do cidadão necessitado e isto é prestado pelo Estado e por organizações sociais, mas, normalmente, não de forma sistêmica por escritórios de advocacia. Assim, sempre pergunte como será a remuneração do advogado, caso ele não lhe informe isto durante a conversa.


Leia mais:


Venha nos conhecer 

Agende uma reunião virtual conosco ou uma reunião presencial, aqui no nosso escritório, que fica na Vila Mariana, perto do metrô PARAÍSO.